Opinião

É claro que Assunção Cristas tem dificuldades em distinguir o que é propriedade do estado e de um privado. Aliás, em 2014, durante o governo PSD-CDS, lançou um regime de regularização automática de pedreiras que violam regras de segurança, mas ainda assim tem toda a desfaçatez de vir agora apontar o dedo.

Estudos e estatísticas recentes dão sinais alarmantes sobre o atraso social no combate à violência de género. Com efeito, de acordo com o último inquérito da Agência Europeia para os Direitos Fundamentais, uma em cada 20 mulheres europeias com mais de quinze anos já foi violada. Em Portugal, no ano de 2016, verificaram-se 181 casos de violação, em 90% dos quais as vítimas mulheres.